Olha o que já passou por aqui!

postado por Cinthya Rachel às 20:08
06
mar

Desde que cheguei aqui em Buenos Aires eu tenho recebido algumas mensagens da galera que me segue no Youtube. Ficam me pedindo dicas de compras por aqui, que produtinhos tem na farmácia, o que tem pro nosso cabelo e tals. Quando vim aqui a passeio pela primeira vez em 2009 (acho) até fiz um vídeo sobre isso, pois na época comprei algumas coisinhas de beleza, mas a verdade é que tem um tempão que tomei uma decisão.

Eu só compro/abro um produto novo quando acaba o anterior, e essa regra só era quebrada em viagens. Claro que como eu recebia press kits de produtos quando eu morava no Brasil, mesmo sem comprar eu acumulava um monte. Testava, mostrava no blog, dava pra uma amiga, o que não era compatível com minha pele/cabelo nem abria, só contava a novidade para vocês e doava.

Como eu vim com minhas coisas de São Paulo, também trouxe meus produtos, ou seja, não comprei NADA aqui nesses 3 meses. Minto, comprei um creme para o rosto pois tinha acabado o que trouxe no avião e a mudança de caminhão atrasou. Não acho que eu sou a melhor pessoa do mundo por tomar essa decisão, é apenas uma escolha minha. E eu tenho muita agonia, mas muita mesmo, quando vejo algo parado, fechado, sem uso, acho que a gente tem que usar o que a gente tem pra energia girar.

Faça um teste, pegue um período de tempo e analise tudo o que você usar, roupa, sapato, batom, creme, etc. Agora me diga, tirando as coisas para ocasiões especiais como roupa de festa, casaco de inverno e tals, você não repetiu mil vezes os mesmos itens? Então… Isso tem me incomodado muito, pois se só gosto daqueles 3 batons, se só uso a mesma sapatilha e a mesma calça sempre, por que então eu tenho esse armário cheio ou sigo comprando mais um shampoo?

Consumir não é pecado, acho que a questão é o que está por trás dessa constante necessidade de possuir algo, mas isso é assunto pra um outro dia.





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 19:07
14
fev

Tá todo mundo lindo na minha timeline. Tá todo mundo com a maquiagem perfeita e a pele sem poros. O cabelo? Nem um fio fora do lugar. Barriga negativa, bronzeado de revista. Acho mais do que válido postar fotos caprichados, afinal a beleza inspira, mas como fica essa mega perfeição na vida real? Você se cobra cada vez mais para alcançar esse estado?

 





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 10:00
10
fev

Se você der um google no meu nome (até hoje a maior parte das visitas que chegam aqui é via pesquisa do meu nome) vai achar o meu blog, algumas matérias, entrevistas, fotos e páginas querendo responder a pergunta: por onde eu ando?

O fato é que tirando sites sérios que me entrevistaram, ligaram, mandaram email, tem um monte de notícia nada a ver sobre a minha pessoa por aí, então resolvi esclarecer algumas coisas e fazer a minha própria versão de Por Anda Cinthya Rachel (sobe som, cai uma lágrima, pega um lenço de papel, rs).

Comecei a trabalhar muito pequena, com 6 anos de idade entrei em um concurso de modelos, fiquei entre as finalistas e ganhei o book de uma agência. Um dos primeiros comerciais que fiz foi o do Tang, que na época fez muito sucesso, fiquei contratada um tempão, e até hoje tem gente que me chama de garotinha do Tang, rs.

Ai não parei mais, fiz comerciais, apresentei programas infantis (Cometa Alegria, TV Manchete), cantei (com o Jairzinho, hoje Jair Oliveira), fiz minisséries (Abolição, TV Globo), teatro, programas pra adolescente (O Professor, TV Cultura), e aí veio o Castelo Rátimbum (que foi gravado em 1993/1994), que foi tão marcante que muita gente pensa que é meu único trabalho na TV e que depois eu sumi e nunca mais fiz nada, rs.

Bem, não é verdade, rs. O que acontece na nossa profissão é que muita gente acha que se você não estiver fazendo novela na Globo quer dizer que sumiu e sua carreira acabou.

Depois do Castelo ainda na Cultura apresentei mais dois programas (Turma da Cultura e RG), fiz Telecurso 2000 (Globo), novela (Tocaia Grande, TV Manchete), mais teatro, tinha um quadro no Domingo da Gente (Rede Record), um programa de entrevistas na Record Internacional, apresentei mais um programa infantil e outro jovem na TV da Gente, fui repórter na Bandeirantes e também no SBT.

Também apresentei um programa de culinária na TV Gazeta e fui uma das apresentadoras do canal de Beleza do Youtube, enquanto isso continuei fazendo vídeos institucionais para marcas e dando aulas de interpretação e coach para atores.

Por ser formada em jornalismo e adorar escrever, parti para o universo literário, estou no meu terceiro livro infantil, já publiquei o primeiro: A Garota que Queria Mudar o Mundo e também fui explorar outras áreas, trabalhei em algumas agências de publicidade cuidando da área de Gestão de Comunidades.

Mudei para Buenos Aires em novembro de 2015 pois me apaixonei por um argentino, rs. Por aqui sigo escrevendo, gravando pro meu canal do Youtube, trabalhando como atriz e dirigindo dublagem de filmes, novelas e documentários.

Então é por aí que eu ando, ainda fazendo o que eu amo, e lá se vão quase 30 anos na estrada!

Veja também as dicas de beleza e tutorias de make aqui no blog!

Conheça meu canal no Youtube!





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 12:15
08
fev

 

Hoje o ar está parado, parece que até as árvores estão com preguiça.

Nada de vento.

Como se tudo estivesse um pouco em pausa, como se fosse o início de uma peça e os atores estão em silêncio antes de entrar em cena.

Se a gente olhar bem dá pra ver que tem uma mini névoa de chuvisco, daqueles que não estão ali pra molhar, mas apenas pra marcar presença.

O céu imenso se cobriu de cinzas, de brancos, de neutros. Quase como uma manta daquelas quentinhas, aquela da nossa infância.

Ninguém na rua.

Barulho só de uma cigarra que insiste em cantar dizendo que ainda é verão.

 




Nas categorias: mini contos

Você pode gostar também: