Olha o que já passou por aqui!

postado por Cinthya Rachel às 11:24
22
ago

Comprei um sutiã de renda. Simples. Um triângulo. Não tem pushup, não tem bojo, não tem enchimento, não junta os peitos, não deixa eles maiores, nem mais redondos.

É só um sutiã, como fazia muito que eu não usava.

Faz quanto tempo que a gente parou de ser um pouco a gente? Faz quanto tempo que a gente se acostumou a sempre ter uma camadinha cobrindo?

Outro diz esqueci de passar corretivo e foi muuuuito estranho. Me olhei no espelho e me achei cansada, com olheira. Parecia que faltava alguma coisa.

Aí no outro dia esqueci de propósito, pra ver o que ia acontecer. Um dia, dois, três. E não é que comecei a me achar normal, no melhor sentido da palavra? Era ok sair sem maquiagem, era ok eu ter olheiras, achei bom, achei leve.

Ainda continuo achando legal passar corretivo, máscara e tals, não se enganem. É divertido. Ainda acho lindos meus sutiãs com bojo, com aro e etcéteras.

O que foi bom mesmo foi entender esse poder da escolha, esse poder de ser como eu quiser, de que está tudo bem deixar o peitinho livre, como ele é.





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 16:08
24
jun

As redes sociais são um pequeno recorte da nossa vida. Um prato bonito que a gente comeu, uma viagem legal, uma foto na academia, aquela frase motivacional, uma gracinha do filho, declarações, xingamentos. É tudo surreal. É uma pequena parte do que a gente vive, e se a gente para pra olhar a vida dos outros dá pra ficar deprimido fácil. Parece que todo mundo tem o melhor namorado do mundo, o melhor trabalho #ilovemyjob, faz as viagens mais incríveis e tem as maquiagens mais caras.

Claro, também tem a parte do #foradilma #foratemer tudo é horrível, tudo é mimimi, me vejam aqui no hospital, ai estou cansada, demorei 5639 horas pra chegar no trabalho. Mas também é um recorte, só que esse feito com navalha: minha vida é uma sofrência.

E dentro desses recortes todos vem uma cobertura de mentira. CANSEI de ver gente postando: amo a minha mãe, a melhor mãe do mundo, ela é incrível, sou o que sou por causa dela, e na verdade essa pessoa tem sérios problemas com a mãe, de ter um relacionamento abusivo com a mesma. Mas mesmo assim se sente impelida (obrigada?) a fazer a lambeção do eterno amor incondicional para todos verem.

Por que?

É a esse recorte que eu vou. Qual a necessidade de fingir algo que não é? Se você e sua mãe não se dão bem, beleza, não precisa ficar postando o contrário. Se seu marido faz coisas babacas e você está chateada com ele, pra que postar que ele é perfeito 100% do tempo?

Eu acho que a gente vê tanta lindeza nas redes dos outros, tanta grama tão verdinha, que PRECISA fazer parte disso, dessa onda, pra ser parte do grupinho. Meio 15 anos, quando a gente estava na escola e usava o mesmo tênis, o mesmo batom e  escutava a mesma música. Acho que a gente não percebeu que cresceu e que a vida é mais legal se vier inteira e não em mini fotinhos coloridas com um filtro bonito.





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 13:23
20
jun

-Tenho saudades de fazer vídeos e escrever mais regularmente no blog, mas confesso que esse tempo meio off está me fazendo MUITO bem. Eu estava me obrigando a fazer tudo pro blog nos poucos momentos de folga, estava esquecendo de me cuidar, de conhecer a cidade, de curtir minha casa.

-O Facebook anda muito chatoooooooooooooo. Você escreve A e as pessoas comentam de Z. Vai ver eu que estou ficando velha pra isso.

-Aliás, foi meu aniversário esses dias, e foi bem legal, não me senti mal ou estranha por estar fora do Brasil, reuní poucos amigos, fiz comidinhas, assei um bolinho e beleza.

-É mais fácil escrever quando você anda triste, parece que tem mais inspiração, já notaram isso?

-Tô muito agoniada que o inverno começa hoje e teremos mais 3 meses de frio…

-Acho que vou fazer um vídeo sobre o porque não estou fazendo vídeos.

-Tem dias que eu simplesmente não consigo falar espanhol, esqueço os tempos verbais, as palavras, como se constroem as frases, é desesperador.

-Mas também tem dias que esqueço palavras em português e meu marido, argentino, me ajuda a lembrar.

-Tenho lido muito em espanhol, recomendo Ernesto Sabato <3





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 21:15
10
abr

Sim, sumi.

E foi bom.

Sinto saudades daqui, dos vídeos, mas eu estava enlouquecendo com tudo acontecendo ao mesmo tempo.

Mudança de país, casar de novo, trabalho diferente, nova língua, arrumar ap, e eu ainda me cobrava pra gravar pro blog, cuidar da casa, testar produto pra fazer post…

Tomei a decisão de parar um pouquinho, a verdade é que eu estava até ficando doente de tanto que andava fazendo, e sabe, foi bom pra mim. Fiquei meio longe das redes sociais também, dei uma desintoxicada.

Sei lá, a gente vai ficando mais velho e começa descartar umas coisas que não fazem sentido, a se afastar de quem não faz bem, de parar de ler notícia que não agrega, deixar de seguir gente que só posta futilidade.

Isso aqui continua, talvez de um jeito de diferente, talvez não tão seguido como eu gostaria, mas continua.

____________

Bem, já faz 4 meses que estou aqui em Bs.As., está sendo uma experiência incrível, tô gostando muito da cidade, do bairro, do ap, do trabalho, das ruas, das folhas caindo das árvores agora no outono. Já faz frio, vamos ver como será meu primeiro inverno.

____________

Abri minha mala das lãs e saí fazendo coisas, fazia bem uns 5 anos que não pegava firme. Também me animei a fazer tapetes de malha. Por que? Apenas me deu vontade, rs.

____________

O vinho aqui custa muito barato. 10 reais um vinho bem bom. O que eu faço? Bebo…

____________

Aqui você pode sair todos os dias da semana com o mesmo casaco que ninguém te olha torto, gosto muito disso. E estou usando todos os dias o mesmo casaco. Um preto fofinho e leve. Os outros casacos do armário estão com inveja pois são muuuuuito mais bonitos e elegantes que esse. Mas e o conforto, gente?

 

 





Você pode gostar também: