Olha o que já passou por aqui!

postado por Cinthya Rachel às 8:37
07
fev

Que cidade graciosa que é San Diego, pequena, charmosa, à beira mar. Dessa vez eu estava de carro, então não tenho dicas de transporte público, mas a cidade é bem servida, e tem algumas coisas pra fazer a pé.

-O pier é uma delícia, muitas lojinhas que só existem lá na cidade, restaurantes de todos os preços, navios que são museus e alguns shows gratuitos. Tem página na internet com a programação, eu cheguei no dia do Natal e assisti um show de jazz delicioso e free, que é meu preço favorito.

-O zoológico é enorme e caro (40 dólares por pessoa), consegui um cupom de desconto no site do Outlet Premium, é só se cadastrar, procurar o outlet da cidade (Las Americas) e imprimir as ofertas relacionados. Tem gente que adora, tem gente que detesta, eu gostei, adorei ver os Coalas, as Lontras, é tudo muito bem organizado, com uma mega atenção aos detalhes. Mas se você não curte nem perca seu tempo, porque é enorme e você fica no mínimo umas 4 horas pra ver rapidamente.

-o bairro Gaslaamp é bem bonitinho, restaurantes, lojinhas, só cuidado pra estacionar. Só pode na calçada sem faixa de cor nenhuma. A faixa verde só pode parar por alguns minutos, assim como a branca, a azul apenas para deficiente, a vermelha nao pode nem parar. Alguns pontos tem parquímetro, mas depois de um certo horário e de graça.

-atenção, os restaurantes fecham cedo, algo como 9, 9 e meia da noite.

-o nosso hotel ficava na esquina do bairro Little Italy, com bons restaurantes italianos, mas pesquise o preço, como em todos os lugares do EUA tem cardápio na porta.

-as ruas são largas, limpas, tudo bem organizado, um passeio a beira mar é delicioso e não custa nada.

-fui no outlet Las Americas, é bem perto, coisa de 25 minutos de distância, é pequeno, mas peguei umas ofertas boas.

-procurando uma específica sem querer chegamos no shopping Fashion Mall. Enorme, bonito, com lojas bacanas, foi lá que achei a minha paleta de blush da Nars na Sephora, e lojas com muito desconto devido a época do ano.

-a praia de La Jolla fica bem perto, as casas são lindas, a praia é linda, os surfistas são lindos, e você se vê pensando em como pode mudar pra lá imediatamente.

-atravessando a ponte fica Coronado, com um pier gostoso, bom de tomar sorvete, e uma vista maravilhosa de San Diego.




Nas categorias: dicas de viagem San Diego


postado por Cinthya Rachel às 8:43
25
jan

Feriado em SP. Nesses dias de nada eu gosto de olhar imagens que me inspiram, hoje trago algumas da viagem pra vocês.






















postado por Cinthya Rachel às 8:14
17
jan

Tenho muita coisa pra contar da viagem, mas peço licença pra começar pelo meio do roteiro: Los Angeles.

Em Los Angeles tem passeio para todos os gostos, tem praia, tem compras, e tem um que é a minha cara já que trabalho em TV, visitar os estúdios da Warner. São dois tipos de tour, o VIP tour que dura umas 3 horas, e o Deluxe, que é mais longo,5 horas, e mais caro, mas com alguns diferenciais.

Como não estava com muito tempo optei pelo VIP e pedi a opção em espanhol, já que o inglês do marido é mais coreano do que o meu, e olha, foi uma ótima escolha, já que o guia, Bob, foi um SHOW! Ele explicou tudo com muita calma, reproduziu várias cenas dos filmes já feitos lá, fez a gente participar, um dos visitantes imitou a Phobe correndo como uma louca em uma das cenas de Friends, e ele mesmo fez algumas cenas com perfeição, a imitação dele de Homem Aranha, e o Máscara foram a melhor parte.

O passeio começa com um filme contando um pouco da história do lugar e das produções que foram filmadas e gravadas lá, e você fica espantado de reconhecer quase 100% dos filmes e séries.


Aqui sou eu dando um soco de mentirinha no cenário de uma das cenas do filme Garota de Ouro. E esse apanhando é o guia Bob.

O passeio é todo feito no carrinho pelo espaço enorme onde a Warner está instalada.

Tem muito cenário externo montado, casas, vilas e até uma floresta de verdade, que até os outros estúdios acabam alugando, caso da cena de perseguição do filme Jurassic Park, que foi feita aqui.

Passamos por locações do filme Garota de Ouro, O Máscara, e da cena do beijo do Homem Aranha (o guia Bob contou que foi uma cena dramática para o ator (Jake Gyllenhaal, a louca!!!) Tobey Maguire(obrigada leitora por me corrigir), já que ele está de cabeça pra baixo, na chuva, e com o nariz tapado com algodão e cera pra não se afogar com as gotas falsas), e muitos filmes antigos, como uma das cenas finais de Casablanca.

Hoje está caracterizado como uma livraria, mas foi usada na cena final de Casablanca.

E uma curiosidade, todos os escritórios lá são feitos de forma que possam ser usados como cenário. Tem alguns que parecem uma escola ou hotel, outros ficam num prédio com a frente de vidro, que pode ser convertido em embaixada, em aeroporto, achei muito interessante isso, é um uso muito inteligente do espaço.

Até umas casas numa rua de mentira são usados como lugar de trabalho.

Quem é fã de automóveis pira na garagem com o carro original do Batman, do Harry Potter, do Scooby Doo.

Adorei conhecer o mobiliário antigo que fico todo (ou quase todo, já que tem uns lustres de cristal antigos que já não são mais usados, pois só o seguro é mais de 600 mil dólares) à disposição das produções, lá eles podem ser “alugados” para fazer um filme ou seriado.

Olha o lustre mega caro ali no cantinho direito.

E também tem alguns objetos de tamanho maior que o normal, isso para dar um efeito de profundidade nas cenas, por exemplo, eles colocam uma casinha dos correios bem grande em primeiro plano, assim a casa que está atrás parece que está mais afastada do que realmente está.

E no fim dessa sala enorme de mobiliário está a reprodução (com peças originais) do Central Perk! O café onde os personagens do Friends se encontravam.

Há! Sentei no sofá, sentei no sofá! E o guia foi fofo e tirou foto de todo mundo.

No fim do passeio visitamos o museu (hora de guardar a câmera, não pode tirar foto em alguns locais durante o tour) com alguns figurinos, e paguei um pau (é feio falar isso, né? Mas, paguei messsssmo) que a roupa que o Rodrigo Santoro usou em 300, como Xerxes, está lá em exposição. Que especial um ator brasileiro ter um canto nesse lugar, parabéns! Ah, tem também as roupas de Matrix, (Keanu, beijo me liga), Batman, e um andar todo dedicado ao Harry Potter.

E outro lugar que também não pode ser fotografado é o set da série Big Bang Theory. Vocês sabiam que eles ensaiam por 4 dias antes do dia da gravação? Ensaiam com os executivos, com a equipe, com os escritores, e até mesmo com os censores, que ficam lá pra garantir que a piada é adequada para o horário, e no quinto dia ensaiam de novo e gravam (com plateia, se você é fã entre no site pra saber como se candidatar pra assistir), e se alguma piada não arrancar risos da plateia os roteiristas reescrevem a cena na HORA, até todo mundo dar risada, ou seja, aquela risada que vocês ouvem na TV são de verdade.

Olha, eu adorei o passeio, vale muito a pena, se você não tem muito tempo esse VIP já é uma delícia, e você vai se divertir ao reconhecer os cenários, os figurinos e as locações de séries e filmes tão queridos.

Link da Warner e informações.
Preço: 49,00 dólares por pessoa






postado por Cinthya Rachel às 9:42
26
out

Há muito tempo vi uma jornalista famosa dizer que lista de encomenda de viagem ela PERDIA, na época achei sem sentido e até meio grosseiro, até que fui fazer minha primeira viagem além mar e agora assino embaixo.

Basta você comentar que pretende ir viajar que pessoas (nem sempre íntimas ou amigas) começam a sondar: ah, traz um negocinho pra mim? E qual é o problema de trazer um negocinho, você me pergunta, e eu te digo. Imagina você lá no meio da viagem, preocupada em entrar na loja X para procurar o troço Y que a pessoa W te pediu. E aí não tem naquela loja e você vai pra outra, e anda e perde tempo. Aí você acha e compra, e tem que dar um jeito de colocar na sua mala, se preocupar se não vai passar da cota permitida e se não vai dar excesso de bagagem.

E não pense você que as pessoas tem bom senso e te pedem um lápis de olho ou uma blusinha, elas pedem coisas enormes, que ocupam um mega espaço na sua mala, elas querem tênis, moletom, máquina de não sei o que, e tudo em lojas que você não pretende nem passar perto. E detalhe, eu sempre viajo com mala pequena e vazia, e me orgulho de na volta nunca ter pagado excesso de bagagem, nada como viajar leve. Agora imagine você abrir mão de trazer algo pra você pra conseguir encaixar o tênis 44 que alguém pediu?

Mas o melhor mesmo é quando você até já ia passar na loja e simplesmente não tem o que a pessoa pediu, aí você volta e fala pra pessoa que não tinha, e ela revira o olho, REVIRA, fazendo cara de: ah, tá bom que não tinha. E sim, isso já aconteceu comigo. Fui em 4 lugares procurar um produto tal e ele não é FABRICADO no país, não existe, e a pessoa que me fez a encomenda achou que eu estivesse mentindo.

Se a pessoa é muito amiga eu trago com gosto e carinho, e carrego nem que seja na mão, mas se não tem intimidade e resolveu ficar minha amiga de infância antes do meu embarque, não adianta fazer listinha porque ela vai sumir, sabe como é…