Olha o que já passou por aqui!

postado por Cinthya Rachel às 20:36
05
fev

Todo mundo tem esse armário, que bem pode ser uma gaveta ou um quarto inteiro. Eu tenho um que fica no meio do corredor. Me apaixonei por ele assim que visitamos o ap, achei prático, tive mil ideias. No dia que comecei a desembalar as coisas da mudança, ele foi o escolhido para receber os primeiros objetos. Queria começar a organização por ele, deixar tudo bonitinho, dividir em setores. Tudo começou bem, mas em algum lugar no meio do processo – sei lá, meia hora depois – a função inicial foi desvirtuada e ele acabou sendo o armário da bagunça.

-Amor, onde vai esse parafuso que não sei de onde é? – põe no armário do corredor.

-Não tenho lugar pros acessório de cabelo… – enfia no armário do corredor.

-E as toalhas de banho? – na prateleira de cima do armário do corredor.

-E as lâmpadas que sobraram? – três prateleiras pra baixo no armário do corredor.

É uma satisfação, e uma culpa imensa, deixar esse armário assim, pois é só abrir a porta, jogar qualquer coisa lá dentro e pronto, a sala fica limpa, o quarto organizado e o pobre cada vez mais bagunçado.

Confesso que quase todo dia eu planejo organizar ele, mas por algum motivo oculto – preguiça?, eu sempre adio, vou ler, vou passar creme, vou fazer a unha, vou lavar a louça, vou estudar, vou planejar mentalmente como eu vou arrumar a bagunça dele…

O armário segue ali, cumprindo lindamente sua função de ser o Senhor de Tudo Que Não Tem Lugar Certo Nesse Lar, mas juro que um dia eu arrumo o bichinho…





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 10:00
30
out

O meu surto de limpeza no armário não foi fácil (veja AQUIAQUI e AQUI), mas já quase consegui resolver isso, quase porque ainda quero fazer mais uma limpa, mas esse processo foi bem bacana e depois de bater um pouco cabeça, eu comecei a descobrir um estilo que tem a minha cara.

Eu sempre fiz compras aleatórias, então tinha de tudo no armário, o problema é que nada combinava pois eu não tinha as peças básicas, então eu acabava usando sempre as mesmas combinações ou ignorando uma peça de roupa. Eu não acredito que a gente tenha que ter apenas um estilo, acho ok sair um dia super mocinha e no outro meio rock, mas essa mudança me fez ter mais coerência nas peças escolhidas e muito mais facilidade pra me vestir.

Desse processo que passei trago algumas dicas pra você se conhecer melhor e encontrar seu estilo:

– PROVE as roupas que você salvou da limpa e tente entender o porquê você gosta delas, é a cor, é o caimento, o tecido, o estilo?

– Fique um tempo sem comprar nada depois da limpa, assim você consegue perceber melhor realmente o que está faltando no armário, eu vi que quase não tinha blusas básicas.

– Inspiração é sempre bom, eu comecei a olhar muita coisa no Pinterest (se quiser dá pra me seguir lá: Cinthya Rachel), e comecei a fazer uma pasta com tudo o que me chamava atenção. Depois analisei com calma os looks e vi as peças que se repetiam e que eu gostava (quase todos os meus tinham calça preta, listras, cores básicas, tons neutros, tênis e sapatos baixos).

– Depois de ver as peças que se repetiam nas minhas escolhas, eu comecei a notar o estilo e caimento. No meu caso era bem minimalista, casual, moderninho, algumas silhuetas ajustadas mas também outras mais confortáveis.

– Pense em como você vive, se passa muito tempo na rua, se trabalha em casa, se precisa se vestir social, etc. Não adianta encher o armário de terninho se você trabalha em uma agência de publicidade e vai de camiseta e jeans.

– Hora de experimentar roupas e estilos. Sugiro começar com lojas grandes e cheias de opção, assim você se sente mais à vontade. Dica importante, a numeração é muito louca, então não se acanhe de pegar um ou dois números acima, o caimento é importante!

– Experimente, experimente, experimente. Tenha paciência, analise com calma o caimento, o toque, se pega em alguma parte do corpo.

-Pegue estilos diferentes para experimentar, às vezes você pode se surpreender.

– Preste atenção aos tecidos e dê preferência para os naturais, como algodão e linho, por exemplo, também gosto de viscose que é uma fibra artificial de celulose, mas tem um toque macio e fresquinho. Evite tecidos 100% sintéticos como poliéster, pois eles não são respiráveis, esquentam muito e muitas vezes criam bolinha. Eu me distraí e comprei um quimono sintético, usei num dia quente e quase morri, e também um vestido lindo de algodão, mas o forro era poliéster, então não da pra usar se fizer mais que 25 graus :/

-Se quiser praticidade se atenha a uma cartela de cores, assim fica muito mais fácil combinar as roupas, mas claro que rola estampa ou uma cor mais diferente se você achar uma peça legal. Eu me mantive no branco, preto, cinza, nude, creme, rosado, bege, off white, uma ou outra coisa marinho, e claro que ainda amo estampas.




Nas categorias: armário


postado por Cinthya Rachel às 13:33
20
ago

Cada um tem um jeito de fazer aquela limpa nas peças que não usa mais, né? Vou falar para vocês como eu faço, não que seja o melhor ou mais eficiente método, mas é o que funciona para mim.

Tem gente que recomenda fazer tudo em um dia, fazer uma parte por dia, metade metade, eu faço conforme meu humor, normalmente 1 ou 2 partes por dia. Eu faço por setores, blusas, calças, camisas, lingerie, saias, etc. Só passo para as próximas peças quando zero um setor. Tiro tudo desse setor do armário e espalho, pode ser na cama ou no chão. O ideal é EXPERIMENTAR as peças e ver como você se sente com elas, se elas caem bem, se ainda servem, se precisa arrumar um botão ou fazer a barra, aí chegou a hora de separar em pilhas.


Esse foi o dia da limpa das blusas ;)

Pilha DOAÇÃO: O que não uso faz muito tempo e/ou não gosto mais vai embora sem dó nem piedade (normalmente eu dou as roupas para alguém que eu conheça e esteja precisando, ou alguma instituição).

Pilha LIXO: Nessa pilha vão aquelas peças que não dá pra usar nem de pano de chão.

Pilha BAZAR: Se você tem alguma peça boa e que acha que vale a pena vender e descolar uns trocados.

Pilha COSTURA: O que precisa fazer a barra, trocar botão, costurar.

Pilha SEGUNDA CHANCE: essa minha pilha é minúscula, são peças que vou repensar e ver se realmente uso nas próximas semanas. Como estou nessa loucura de mudar tudo, eu deixei uma pilha dessas num cantinho do armário ;)


Minha pilha de segunda chance: as peças de trás são as que uso, as da frente na direita são as que estão na espera.

Uma dica bacana é fazer isso de BOM HUMOR, nada de TPM, dias de muito calor, você com dor de cabeça. Tem que ser algo divertido, não é para ser sofrido ou difícil. Já me falaram que sou  desapegada, então pra mim esse processo é muito bom, adoro organizar gavetas, tirar o que já não combina comigo, só ficar com peças que realmente façam com que eu me sinta bem.

E lembre-se, tirar o velho abre espaço para o novo! O que você tá fazendo com aquela calça jeans que já não serve faz 10 anos parada aí no armário? Será que você não está mandando um recado pro universo dizendo que não precisa de nada novo?





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 13:26
20
jul

O armário está lindo com a limpa que eu fiz (falta a gaveta de shorts e saia), mandei arrumar um casaco que estava com o zíper quebrado, arrumar a barra de 2 calças que encolheram e separei umas peças mais legais pra fazer um bazar online, e  sim, continuo não gostando de um monte de coisas que estão nele. Os sapatos eu já tinha me desfeito faz um tempo, eu só não tinha contado para vocês, rs.

Aqui em SP está no fim das liquidas, as peças estão com preço bem bom (tirando algumas lojas que dão 70% de desconto mas as roupas são tão caras que continua proibitivo, rs), aí passei em algumas lojas de sapato, não gostava de nada ou me machucava (meu pé é todo errado, é um parto comprar sapato), até que entrei na AnaCapri e gostei desse aqui logo de cara, o que é algo incrível se tratando da minha pessoa.

Vamos analisar filosoficamente. É um preto e branco que não é básico. Um tênis/sapatilha que não é tênis nem sapatilha. Desenho simples porém com o charme do bico fino. Estampa fofa porém adulta, cores neutras. Acho que acaba sendo um bom resumo do que quero manter e trazer para o armário. Um básico com charme, moderno e simples.

Guenta aí que depois tem mais post da saga do armário, e estou postando algumas coisas lá no meu SnapChat #cicirachel.




Nas categorias: armário sapato