postado por Cinthya Rachel às 10:37
02
set

Quantas vezes é permitido recomeçar? Será que tem um limite? Será que chega uma hora que o universo fala: peraí, queridinha, tô vendo aqui na minha lista e você não tem mais permissão para nenhuma mudança.

Trocar de emprego, casar, separar, casar de novo, mudar de casa, trocar o tapete, viver uma paixão e depois outra, cansar da sua cama, comprar um edredom novo, doar o novo e achar outro que é mais a sua cara, inventar uma nova carreira, ir para um ap, sair e procurar uma casa, dar as mãos e fazer tudo isso de novo com alguém pra fazer companhia, e mais uma vez, e outra.

Acho que não tem limites para mudar, a vida é movimento, é fluxo, é um rio que precisa correr para a água ficar sempre limpa e fresca. Mas mudar dói, sair do lugar incomoda, a gente ama criar raízes, mas esquecemos que não somos árvores. Dá vontade de chorar um pouco, de dormir e esperar tudo passar, de deixar do jeito que está, mas eu te garanto que depois que você muda sai aquele peso do ombro, a gente dá um suspiro aliviado e diz: Ah, é por isso que eu mudei.




Nas categorias: mini contos