postado por Cinthya Rachel às 22:06
28
jul

Perdi um pouco da ilusão dos meus 15 anos. Não o entusiasmo, a ilusão! Aquela crença de que a vida vai vir sempre embrulhada em um tecido rosa, ou que realmente existem príncipes encantados perfeitos. Mas acreditar nisso não é de qualquer modo ruim, é necessário se iludir, achar que a perfeição é possível e que a vida é uma sucessão de grandes acontecimentos e todos felizes. Você precisa ser assim com essa idade, é natural, saudável, imprescindível.

Sim, a vida é uma sucessão de acontecimentos, alguns grandes, uns nem tanto e outros ínfimos, felizes, tristes, alegres, neutros, chatos. O segredo é saber aproveitar os momentos de felicidade, que podem ser dias, horas, segundos, não deixar esses momentos passarem sem registro ou de modo inconsciente e viver tudo isso em sua plenitude.

E os momentos tristes? Também! A gente vive uma ditadura da felicidade, em que nos sentimos obrigados a ser felizes ou fingir esse sentimento. Qual o problema de ficar triste ou melancólico de vez em quando? Não tem problema nenhum. Se permita, sinta o que está sentindo, você é livre pra isso. Quando a gente é sincero com a gente mesmo e assume que não é feliz o tempo inteiro, consegue tirar do nosso sistema essas coisas pesadas.

Pelo direito de sentir de verdade!

*Paulo Leminski

Parada cardíaca

Essa minha secura
essa falta de sentimento
não tem ninguém que segure,
vem de dentro.

Vem da zona escura
donde vem o que sinto.
Sinto muito,
sentir é muito lento.




Nas categorias: geleia geral mini contos