postado por Cinthya Rachel às 8:25
12
abr

*originalmente postado em 21/12/10

Casamento deveria ser igual comida, ter prazo de validade.

Imagina que legal, você vai lá, assina um contrato, combina os termos e o prazo vigente.

-Então D. Fulana e Seu Fulano, o casamento é válido por 12 meses, podendo o prazo ser prorrogado se for de interesse de ambas as partes, e vocês prometem se respeitar, não apertar a pasta de dente no meio, nunca deixar louça na pia, domingos alternados na casa das sogras, e a possibilidade em aberto de produzir um filho nesses 12 meses, de acordo?

Aí 12 meses depois o casal comparece na frente do juiz para ver o que rolou.

-E então, como foi esse ano, alguma reclamação?

-Olha seu juiz, foi tudo certinho, ele não apertou a pasta de dente no meio mas não está tão carinhoso como era.

-O ano foi bom sim, seu juiz, só acho que minha esposa está chegando muito tarde do trabalho.

-Então vamos refazer os termos ressaltando a necessidade do carinho que sua esposa precisa e a senhora vai tentar reorganizar seus horários para passarem mais tempo juntos. Renovamos por mais um ano?

Bem mais simples, né?

Mas talvez não tão emocionante…

 

*foto desse blog AQUI




Nas categorias: mini contos

Você pode gostar também: