postado por Cinthya Rachel às 11:57
10
out

Não sei porque, mas temos os anos 80 quase que grudado e impregnado na gente. Não sei se é culpa dos nossos pais, avós, da nossa infância ou adolescência. A gente aprendeu que tudo combinandinho é lindo, e qualquer coisa fora disso é o caos, é pecado e condenação eterna no mármore dos infernos. Mas e sombra combinando com a cor da roupa? Até quando, Senhor? E sala com tudo de conjuntinho? Como dar um ar de casa de mulher moderna e jogar um sal grosso nos anos 80?

Modernizando

*A primeira dica dá pra fazer já, agora, nesse segundo. Tire todos os paninhos de baixo dos seus objetos de decoração. Não importa quão fofos e bordados eles são, esse monte de paninho dá um ar de antiguidade na casa, e não de aconchego, fora o acúmulo de pó. Se você quiser realmente se libertar tire também o caminho de mesa e substitua por velas, um arranjo com suculentas, ou no máximo um caminho de mesa reto, sem firulas, com uma estampa gráfica. Eu realmente dispenso paninhos e afins.

*Sabe quando você vai comprar a mesa da sua sala e na loja tá tudo bem combinandinho? A mesa é igual a cadeira que é igual ao buffet que é igual a cristaleira que é igual a mesa de centro que é igual a mesa do telefone que é igual ad infinitum? Então, uma palavra pra você: FUJA! Nada deixa uma casa mais datada que tudo combinando. Comprou a mesa de madeira? Que tal colocar cadeiras de couro? A cristaleira é de vidro? Escolha uma mesa de laca. Tudo tem que “conversar”, os móveis podem até ser primos distantes, mas jamais irmãos gêmeos.

Na minha casinha coloquei mesa de laca branca, cadeiras de couro marrom, armário de louça chinês vinho (que conversa com a parede, mas não é da mesma cor), lustre preto com cromado prata, que conversa com a moldura dos espelhos. Só de curiosidade pois não está na foto, o meu sofá é preto, ou seja, não combina com as cadeiras, mas tem um relacionamento com o lustre, antes o sofá era branco e todos também eram felizes!




Nas categorias: arte minha casa