Olha o que já passou por aqui!

postado por Cinthya Rachel às 18:37
03
mai

Faz umas três semanas que ando um pouco mais cansada e com aquela preguiça, sabe? Uma vontade de só ficar em casa, com meia quentinha e chocolate quente. Mas estou voltando a me animar, a fazer jantares especiais todos os dias, terminando o tapete, lendo no sofá…

Eu quase sempre, tipo 99% das vezes, acordo antes do despertador e sempre reclamo disso, mas na verdade acho é bom, detesto acordar no susto, com aquele barulho irritante. Hoje eu apaguei, nem lembro de ter sonhado, e acordei com o despertador, em um pulo, ele não desligava e eu não acordei de uma, fiz xixi dormindo, tomei café dormindo, me arrumei dormindo.

Estava frio. 11 graus. Preguiça de me vestir no frio. Muita. Tenho repetido quase todos os dias as mesmas roupas. Eu achei que tivesse roupa de frio, mas nem, eu achava isso porque morava no Brasil.

O dia amanheceu laranja. 7 da manhã e a luz estava como a das 5 da tarde. Laranja, tudo com aquela sensação visual meio morna, céu azul, pouco vento, lindo, lindo.

Minha rua já está cheia de folhas, e quando bate o vento é incrível, faz um barulho muito bom, como de água correndo por entre pedras, e as folhas vão caindo meio em câmera lenta.

Inventei uma nova mania. Dormir no colo do marido enquanto ele faz cafuné. Ninguém mandou ele colocar a TV no quarto e ficar assistindo. Sorte minha que durmo mais cedo que ele…





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 9:58
11
abr

Hoje dormi bem, tá fazendo frio. Uns 17. O dia cinza mas claro, com aquela luz estranha mas que deixa a gente olhando pra tudo tentando identificar que filtro do instagram é esse. Dá muita preguiça de se vestir pro frio, pois em qualquer lugar que você chega faz calor, e rola toda aquela atrapalhação pra ir tirando as camadas de roupa.

Bem, acho que me acostumo. A gente se acostuma com tudo. Só não se acostumem com coisas ruins. Com aquele namorado que te trata mal e você sempre dá desculpas por ele, “ah, coitado, tá cansado”.  Com aquele trabalho que só te estressa e não traz nada de bom pra sua vida.

E mais uma vez estou vestida de preto, isso é algo recente na minha vida. Quando era criança e adolescente minha mãe não gostava que eu me vestisse de roupa escura, não sei o motivo, e eu adorava amarelo, azul, então nem me incomodava, mas agora vejo que esses tons mais neutros combinam comigo, me sinto à vontade. Cinza, detestava, agora é uma das minhas favoritas.

As folhas das árvores aqui estão metade verdes e metade amarelas, e quando venta eu fico só vendo elas caindo, caindo, e enchendo a rua, e o pessoal varrendo lutando contra o inevitável. Eu gosto de pisar nessas folhas, faz um barulhinho bom.





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 21:15
10
abr

Sim, sumi.

E foi bom.

Sinto saudades daqui, dos vídeos, mas eu estava enlouquecendo com tudo acontecendo ao mesmo tempo.

Mudança de país, casar de novo, trabalho diferente, nova língua, arrumar ap, e eu ainda me cobrava pra gravar pro blog, cuidar da casa, testar produto pra fazer post…

Tomei a decisão de parar um pouquinho, a verdade é que eu estava até ficando doente de tanto que andava fazendo, e sabe, foi bom pra mim. Fiquei meio longe das redes sociais também, dei uma desintoxicada.

Sei lá, a gente vai ficando mais velho e começa descartar umas coisas que não fazem sentido, a se afastar de quem não faz bem, de parar de ler notícia que não agrega, deixar de seguir gente que só posta futilidade.

Isso aqui continua, talvez de um jeito de diferente, talvez não tão seguido como eu gostaria, mas continua.

____________

Bem, já faz 4 meses que estou aqui em Bs.As., está sendo uma experiência incrível, tô gostando muito da cidade, do bairro, do ap, do trabalho, das ruas, das folhas caindo das árvores agora no outono. Já faz frio, vamos ver como será meu primeiro inverno.

____________

Abri minha mala das lãs e saí fazendo coisas, fazia bem uns 5 anos que não pegava firme. Também me animei a fazer tapetes de malha. Por que? Apenas me deu vontade, rs.

____________

O vinho aqui custa muito barato. 10 reais um vinho bem bom. O que eu faço? Bebo…

____________

Aqui você pode sair todos os dias da semana com o mesmo casaco que ninguém te olha torto, gosto muito disso. E estou usando todos os dias o mesmo casaco. Um preto fofinho e leve. Os outros casacos do armário estão com inveja pois são muuuuuito mais bonitos e elegantes que esse. Mas e o conforto, gente?

 

 





Você pode gostar também:

postado por Cinthya Rachel às 20:08
06
mar

Desde que cheguei aqui em Buenos Aires eu tenho recebido algumas mensagens da galera que me segue no Youtube. Ficam me pedindo dicas de compras por aqui, que produtinhos tem na farmácia, o que tem pro nosso cabelo e tals. Quando vim aqui a passeio pela primeira vez em 2009 (acho) até fiz um vídeo sobre isso, pois na época comprei algumas coisinhas de beleza, mas a verdade é que tem um tempão que tomei uma decisão.

Eu só compro/abro um produto novo quando acaba o anterior, e essa regra só era quebrada em viagens. Claro que como eu recebia press kits de produtos quando eu morava no Brasil, mesmo sem comprar eu acumulava um monte. Testava, mostrava no blog, dava pra uma amiga, o que não era compatível com minha pele/cabelo nem abria, só contava a novidade para vocês e doava.

Como eu vim com minhas coisas de São Paulo, também trouxe meus produtos, ou seja, não comprei NADA aqui nesses 3 meses. Minto, comprei um creme para o rosto pois tinha acabado o que trouxe no avião e a mudança de caminhão atrasou. Não acho que eu sou a melhor pessoa do mundo por tomar essa decisão, é apenas uma escolha minha. E eu tenho muita agonia, mas muita mesmo, quando vejo algo parado, fechado, sem uso, acho que a gente tem que usar o que a gente tem pra energia girar.

Faça um teste, pegue um período de tempo e analise tudo o que você usar, roupa, sapato, batom, creme, etc. Agora me diga, tirando as coisas para ocasiões especiais como roupa de festa, casaco de inverno e tals, você não repetiu mil vezes os mesmos itens? Então… Isso tem me incomodado muito, pois se só gosto daqueles 3 batons, se só uso a mesma sapatilha e a mesma calça sempre, por que então eu tenho esse armário cheio ou sigo comprando mais um shampoo?

Consumir não é pecado, acho que a questão é o que está por trás dessa constante necessidade de possuir algo, mas isso é assunto pra um outro dia.





Você pode gostar também: